segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

O Dia Seguinte


… mas, apesar de tanta Esperança em alguns de nós, tanta força em Acreditar, tudo volta ao mesmo de sempre, confirmando os receios no fundo das nossas consciências…

Como estão diferentes de outrora os Pinochets de hoje: com asas de anjo e corpo de luz pregam o pluralismo, a representatividade, a igualdade de todos os cidadãos perante a Lei, o direito à Dignidade…

E como continuam os portugueses tão iguais a si próprios…

… de novo me vem à memória Guerra Junqueiro: “um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai…”

Desgraçadamente… 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.